Virada Cultural 2019 tem público recorde, diz prefeito de São Paulo

Virada Cultural 2019 tem público recorde, diz prefeito de São Paulo

Publicado em

Evento atraiu 5 milhões de pessoas, 2 milhões a mais que em 2018.


O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse que a edição 2019 da Virada Cultural "foi a maior já feita" na cidade.
Com mais de 1.200 atividades gratuitas em cerca de 250 pontos da cidade, o evento teve público de 5 milhões de pessoas (2 milhões a mais que no ano passado), segundo balanço divulgado pela Prefeitura na noite deste domingo (19).

 
 
Virada Cultural leva arte a 1.200 pontos de São Paulo
Fantástico
 
 
 
 
 
 
00:00/03:08
 
 
 
 

Virada Cultural leva arte a 1.200 pontos de São Paulo
Com o resultado, a expectativa da Prefeitura é de entrar para o Guinness, o livro dos recordes, como maior festival 24 horas do mundo.
De acordo com Covas, os artistas que mais atraíram público foram Anitta, Criolo (200 mil pessoas cada), e Caetano Veloso com os filhos (160 mil). A nota média dada pelo público para o evento foi 8,6.

 

Emicida se apresentou na Virada Cultural 2019 no palco montado na São Bento, no Centro — Foto: Fábio Tito/G1


Segundo o prefeito, os eventos fora do Centro foram "um sucesso", mas a região central "continua concentrando os grandes públicos". Ele destacou que esta foi "a virada da diversidade". "Queremos essa sensação de pertencimento."
Sobre problemas, Covas citou o lixo espalhado nas ruas. "Mais de 10 toneladas de lixo recolhidos só no Centro", disse, acrescentando que pretende, nas próximas edições, "fazer de repente uma campanha de conscientização".
A Virada Cultural 2019 é a primeira sob o comando do secretário da Cultura, Alê Youssef, que sucedeu a André Sturm na pasta. De acordo com o secretário, a administração municipal quer que a Virada se torne a cara da cidade.
 

Segurança
 
Dez pessoas foram detidas em flagrante, sendo sete maiores e três menores, durante a Virada, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP). Foram recuperados sete celulares e uma moto furtada. Uma arma de fogo falsa foi apreendida e um procurado da Justiça, capturado. A maioria dos casos foi registrada no 2º Distrito Policial (DP), no Bom Retiro.
Ainda de acordo com a pasta, mais de 5 mil policiais foram empregados tanto no policiamento a pé, motorizado e também a cavalo. A operação também contou com reforço de agentes das Polícias Civil e Técnico-Científico, além das equipes da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

 

Destaques da Virada
 
 

Público caminha perto do Theatro Municipal durante a Virada Cultural — Foto: Fábio Tito/G1


A edição deste ano contou com shows, intervenções artísticas, teatro, dança, apresentações circenses, festas e atrações voltadas para o público infantil.
Na abertura da primeira noite, no sábado (18) aconteceram grandes shows, como o duo do Palavra Cantada e Priscilla Alcântara, que teve a presença da amiga Bruna Marquezine na plateia.
 

Bruna Marquezine desce do palco e assiste a show da Virada Cultural — Foto: Fábio Tito/G1


Marina Lima e Letrux abriram os shows do palco da Diversidade da Virada Cultural, montado na Praça da República, no Centro de São Paulo. Durante a apresentação, realizada na noite de sábado, as cantoras pediram para a multidão dar um “viva” para "a tradicional família LGBTQI", em nome da pluralidade.

 

Marina Lima canta no palco da Praça da República, em SP — Foto: Fábio Tito/G1


No meio da noite, o palco principal da Virada recebeu Caetano Veloso e seus filhos, em uma apresentação com cara de reunião familiar. Num intervalo, o cantor falou sobre a canção que nomeia o show: “Ofertório”. "Não sou religioso, mas canto essa música como homenagem à religiosidade dos meus três filhos", disse.
 

Caetano e os filhos no fim do show — Foto: Fábio Tito/G1


No início do domingo (19), Pabllo Vittar embalou o público no palco Diversidade, na Praça da República, embalando os fãs com as músicas mais famosas do repertório. O show começou por volta das 4h com a música "Buzina". Essa foi a primeira participação de Pabllo na Virada Cultural.

 

Pabllo Vittar faz show na Virada Cultural em SP — Foto: Foto: Reprodução/ TV Globo


No início da tarde, a cantora Anitta lotou o palco principal do evento, no Vale do Anhangabaú, no Centro, e cantou seus principais hits. Ao final do show, a cantora comemorou a participação na Virada. "É uma proposta muito legal [da Virada] porque traz diferentes estilos e é um evento pacífico. Todo mundo curtindo, pessoas de diferentes idades. É muito legal fazer parte”.
 
Anitta canta seus sucessos durante show na Virada Cultural em SP — Foto: Fábio Tito/G1


Na sequência, Maria Rita colocou o público em uma grande "roda de samba" na Avenida São João. Em um repertório que teve canções de sua mãe, Elis Regina, até letras do Fundo de Quintal, os fãs não paravam por um minuto sequer.

 

Maria Rita em show da Virada Cultural — Foto: Fábio Tito/G1


Preta Gil, Ira!, Sepultura e O Grande Encontro (Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo) agitaram as últimas horas da Virada em palcos temáticos. O cantor sertanejo Lucas Lucco encerrou a Virada Cultural 2019 no palco principal, localizado no Vale do Anhangabaú.
 

Público durante a Virada Cultural — Foto: Fábio Tito/G1


Lucas Lucco “incendiou” o público no palco principal da Virada Cultural, no Vale do Anhangabaú, no fim da tarde. Sob gritos enlouquecidos das fãs coladas na grade, o sertanejo fez o show que fechou o evento.
 
Cantor Lucas Lucco durante show de encerramento da Virada Cultural 2019 — Foto: Fábio Tito/G1

 

FONTE https://g1.globo.com

Praia Grande Cidade 26/06/2022 às 05h07 Brasil

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!