Praia Grande planeja diminuir acidentes de trânsito

Praia Grande planeja diminuir acidentes de trânsito

Publicado em

Estudo irá identificar pontos onde ocorrem mais acidentes


Praia Grande estuda, pela primeira vez, quais vias concentram acidentes de trânsito. O objetivo é mapear onde há mais colisões com mortes e apontar soluções que reduzam incidentes.

O trabalho é coordenado pela Secretaria Municipal de Trânsito, que analisa os setores de Educação de Trânsito, Engenharia Viária e de fiscalização da pasta. O estudo pode indicar mudanças na sinalização, no traçado viário e melhorias na iluminação. 

O mapeamento se baseia em informações do Infosiga-SP, banco de dados estadual com estatísticas sobre acidentes de trânsito. 


De janeiro a março, a cidade teve 14 mortes no trânsito, oito delas após acidentes nas vias municipais. 

De acordo com o InfosigaSP, no ano passado, Praia Grande teve 50 óbitos no trânsito. Acidentes de moto e atropelamentos causaram 72% deles. A Avenida Presidente Kennedy e as imediações foram as regiões mais perigosas.

 Em 2017, houve mais mortes; 57, dois terços delas em acidentes de moto. A maioria foi à noite, na Via Expressa Sul.
 

Visitas

O secretário municipal de Trânsito, Marcelo Afonso Prado, afirma que os endereços apontados pelo Infosiga-SP já passaram por visitas técnicas. Ele explica que a intenção do trabalho é diminuir a gravidade dos acidentes e evitar que eles voltem a acontecer nos locais mais suscetíveis. 

Segundo ele, os primeiros resultados já são visíveis. Cita a melhoria da sinalização vertical no cruzamento da Rua Nicolau Paal com a Avenida Milton Daniels, no Bairro Quietude. 


Prado destaca, contudo, que a imprudência do condutor tem fator decisivo nessas ocorrências. “Estudos mostram que uma das maiores causas dos acidentes, especialmente fatais, chama-se condutor de veículo. Ainda que tenhamos investido em melhorias estruturais e de sinalização, estatisticamente, no mundo todo 75% dos acidentes são causados por falha humana”, relata.

Praia Grande Cidade 25/01/2022 às 17h56 Brasil

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!